Amigos Lugares Pelo Mundo
Amigos Lugares Pelo Mundo

Quando na Suíça, faça como os suíços

17 de março de 2018
Eu CompartilhoLugares Pela Europa
Por Cléo Audi

Quando você diz que vai passar 15 dias viajando sozinha pela Suíça, recebe olhares confusos de pessoas que não entendem o porquê de alguém dedicar duas semanas inteiras a um país relativamente pequeno. Mas é só mostrar as primeiras fotos do Google Images que ninguém mais tem dúvida. A Suíça tem uma das paisagens naturais mais incríveis do mundo . E vale muito a pena passar as férias explorando cada cantinho. Não só isso, o destino oferece uma gastronomia deliciosa, com direito a muito queijo e batata. As pessoas são hospitaleiras e é um país muito seguro – perfeito para se jogar em uma viagem solo.

Eu ainda tinha uma vantagem: ter um amigo suíço. Nos conhecemos em uma viagem anterior, durante um mochilão pela Europa. Quando avisei que iria visitar seu país natal, logo me foi oferecida uma casa para ficar e um roteiro cheio de passeios. Viajar com um local é completamente diferente. Te permite ter experiências não tão turísticas, além de ajudar a economizar um bom dinheiro.

Experiências para se sentir um local em uma viagem pela Suíça

Algumas experiências no verão suíço fizeram com que eu me sentisse uma verdadeira local. Uma delas foi descer o rio Aare de bote inflável. O Aare é o maior rio totalmente Suíço. Durante o verão, muitas pessoas vão até a cidade de Thun e levam seus próprios botes infláveis – além de bebidas e salgadinhos – para descer o rio junto com os amigos. O passeio é delicioso. O céu azul, o clima quente, a paisagem charmosa da cidade e a atmosfera festiva te fazem querer ficar ali para sempre.

No meio do rio, para minha surpresa, havia uma “ilha” onde pessoas vendiam cervejas e os botes faziam pit stops para abastecer seus estoques da bebida. Poucas horas depois você chega à cidade de Berna e pode aproveitar e fazer um piquenique no parque. O rio é relativamente calmo, mas há momentos mais agitados com correnteza. Por isso é melhor ir com alguém que já está acostumado ou contratar um passeio em uma empresa especializada.

Festival ThunFest

Uma das noites mais divertidas da viagem foi durante o festival ThunFest. No início de agosto, na cidade de Thun, acontece o ThunFest, um festival regional que recebe dezenas de milhares de fãs em três dias. Divertidíssimo, há vários shows de bandas locais e barraquinhas de comidas típicas e bebidas. É uma grande festa suíça lotada de pessoas animadas e, portanto, um ótimo passeio para ter contato com a cultura local.

Por conhecer um dos artistas, pude vivenciar o festival pelo backstage. Com direito a open bar e com a vantagem de conhecer a banda toda, tendo uma experiência ainda mais diferente. É aquela história de ir sendo apresentada para os amigos dos amigos e se sentir em casa. Um chegou com um copo de cerveja, o outro ofereceu o CD da banda como presente e eu não poderia estar mais feliz. Fique enturmada com um crachá de artista no pescoço para entrar de graça na área VIP. E como todo mundo ali falava três línguas ou mais, a comunicação era bem fácil.

Outra experiência incrível foi passar um dia em um chalé nos Alpes Suíços, regado a muito fondue e vinho e com uma vista surreal do alto das montanhas. E mesmo no verão, os casacos e cobertores foram bem aproveitados. A paisagem bucólica, as casas pequenas e aconchegantes de madeira, o silêncio e os campos quase desertos te deixam distantes da loucura do mundo e parece um pequeno paraíso privativo. Nesse sentido, a diversão ali é fazer trilhas, conversar sobre a vida, inventar músicas e gritar frases sem sentido pro universo o mais alto possível, já que ninguém consegue te escutar.


Clique ou arraste para o lado.

A comida também envolve o ambiente

Por fim, se tiver a chance, deguste uma refeição típica em uma casa suíça. Os suíços que conheci foram muito hospitaleiros e fizeram de tudo para que eu me sentisse em casa. Em uma das vezes, visitei uma casa linda e enorme de frente para o lago Brienz. Com uma vista tão surreal que você só consegue pensar como é sortuda de poder aproveitar tudo aquilo. A tarde foi regada a queijos suíços maravilhosos e a goiabada que havia levado do Brasil. Isso resultou, inegavelmente, num inusitado romeu e julieta suíço-brasileiro. Em outra oportunidade, prepararam a deliciosa e típica batata rosti acompanhada de linguiças e com direito a degustação de Whisky como sobremesa. Quem preparou foi um suíço que tinha acabado de me conhecer. Acredite,  ele fez questão de correr ao supermercado antes que fechasse para que eu pudesse experimentar o prato feito por um local.

A Suíça é um dos lugares mais especiais desse mundo. Seja pela natureza, pelas cidades charmosas e, certamente, pelas pessoas incríveis que vivem ali.

 

 

 

Leia Também
Comente com o Facebook
Deixe seu Comentário
  1. Kelsie Karakas   •   26/08/18   •   03h25

    Informação valiosa. Para minha sorte que encontrei o seu site por acaso, e estou muito alegre com o que eu encontrei aqui. Até mais abraço.

  2. Dorcas Moskovitz   •   28/08/18   •   02h10

    Opa! Eu seria capaz de disser que já estive neste portal antes, porém depois de ler o seu artogo eu percebi que é ótimo para mim. Até logo abraço.

  3. Johnnie Bochicchio   •   29/08/18   •   05h52

    Olá! Eu seria capaz de falar que já estive neste portal antes, porém depois de ler o seu artogo eu percebi que é ótimo para mim. Até mais abraço.

  4. montador manaus   •   14/02/19   •   18h58

    Legal! Bela Iniciativa.