LPM
LPM

Nós somos apaixonados por futebol

12 de junho de 2018
AcreAlagoasAmapáAmazonasBahiaCearáDistrito FederalEspírito SantoGoiásMaranhãoMato GrossoMato Grosso do SulMinas GeraisNós SomosParáParaíbaParanáPernambucoPiauíRio de JaneiroRio Grande do NorteRio Grande do SulRondôniaRoraimaSanta CatarinaSão PauloSergipeTocantins

Essa semana vai começar um dos, senão “o”, campeonato mais aguardado do mundo: A Copa do Mundo. Seleções de vários países se enfrentarão nos estádios da Rússia lutando pelo grande prêmio de Campeão do Mundo de Futebol. E como em todas as outras copas, seja como anfitrião ou não, o Brasil vai parar para ver.

Crédito: Thomás / Visualhunt

O ponto em questão aqui, não é falar sobre  a Copa do Mundo enquanto campeonato, mas como a paixão pelo futebol representa o brasileiro de maneira tão singular. E nas copas essa paixão aflora. Alguns podem dizer que não ligam, ou que até torcem para outros países, não é raro ouvir isso de algum brasileiro. Mas a verdade é que na hora o coração aperta, e todos param para ver quando a bola finalmente chega perto do gol e esperam com o grito guardado na garganta para ver, afinal o que vai acontecer!

Depois da última copa, que perdemos de 7×1 em casa, o brasileiro ainda está desconfiado. Mas cheio de esperança. O que nos remete ao nosso próprio cotidiano, enquanto filhos deste solo. Talvez por isso o brasileiro seja tão apaixonado pelo futebol. Suposição nossa.

Crédito: Lucas Ninno / Visual Hunt

 

Ora há crise, ora há dor, ora há o que for. Mas o brasileiro continua a acreditar. A levantar cedo. A enfrentar o que der e vier. Talvez ontem tenha enfrentado o brilho e glória de um penta, ergueu a taça e chorou de alegria. Ou talvez tenha enfrentado perder em casa, sem nem entender bem o que aconteceu, e chorou de decepção. Mas entende, que outros jogos virão. E veste a camisa. Vai pra jogo.

 

Futebol é um dos esportes que a garra às vezes vale mais que a técnica. Jogo de união, de força e de persistência. Consegue ver a similaridade conosco e nosso dia a dia? É claro, que nem sempre ganhamos, mas continuamos a jogar. E a brigar pelas nossas vitórias. Continuamos acreditando no Brasil, e mais do que tudo, acreditar na nossa luta pessoal e diária, seja ela qual for.

Vamos colocar o 7×1 no passado, e na sexta-feira parar e torcer. Afinal, entre outras mil, és tu, Brasil!

Crédito: loewenthal / Visualhunt

Leia Também
Comente com o Facebook
Deixe seu Comentário