Irineu Ramos
Irineu Ramos

Natureza exuberante, principal atrativo da Costa Rica

04 de junho de 2019
Eu CompartilhoLugares Pela América Central e Norte

Praias, matas, sons da floresta, animais, flores e muito mais. Este conjunto compõe a harmonia ambiental que só existe na Costa Rica. O pequeno país ocupa o primeiro lugar na classificação do Índice de Desempenho Ambiental do continente americano e o quarto a nível mundial. Nesta área o governo local é ousado e arrojado: promete para 2021 torna-se o primeiro país do mundo neutro em carbono. Aos milhares de turistas europeus e americanos que lá desembarcam diariamente, oferece praias paradisíacas, hospedagem em hotéis e resorts moderníssimos e aconchegantes, o clima dos trópicos e aves coloridas. A população, de simpatia ímpar, é receptiva aos visitantes e recebe a todos com muito carinho. Saia da capital, San José, e desbrave o país.

Tirimbina

A caminho da costa caribenha, pela Carretera Braulio Carillo, uma estrada de duas pistas apenas, vale uma parada logo depois da ponte sobre o rio Sucio. Do alto da mesma é possível observar um mesmo rio com águas amarelas e verdes. A coloração decorre da predominância de minerais diferentes e de nascentes distintas, ambas originárias do vulcão Irazu. Vale a parada para fotos.

Mais a frente na estrada o turista chega a Tirimbina, um refúgio de vida silvestre. O local funciona como centro laboratório de pesquisa sobre a flora e a fauna do bosque e recebe visita o tempo todo. Dentro do parque, ultrapassando uma ponte suspensa de 260 metros de cumprimento sobre o rio Sarapiqui, o turista tem uma ‘aula’ de extração do cacau e preparo do chocolate amargo. Interativo e superinteressante, todo o processo culmina com o preparo pelo próprio visitante, da bebida in natura. Muito bom.

A entrada no parque custa 15 dólares por pessoa. Já o passeio até a produção de chocolate, U$ 27. Um hotel muito confortável dentro do parque tem a diária entre 85 e 105 dólares, com café da manhã. Para quem gosta de emoção a dica é descer o rio Sarapiqui num bote inflável. Orafting é totalmente seguro.

La Selva

O país é  um dos melhores destinos para os amantes da natureza. A fauna e a flora são exuberantes e toda a estrutura turística é montada para oferecer o que há de melhor em vida natural

Há 50 anos a Estação Biológica La Selva se destaca como uma das mais importantes na investigação e pesquisa da ecologia ambiental da Costa Rica. Para os amantes do meio ambiente e da vida selvagem o local é visita obrigatória. Localizada nas terras baixas do noroeste costarriquenho, La Selva inclui uma reserva natural de 15 quilômetros quadrados de bosque tropical primário.  Dentro da área funciona a estação de investigação mantida pela Organização Internacional para os Estudos Tropicais. Cientistas do mundo todo passam por seus laboratórios.

Limón, Cahuita e Puerto Viejo

Puerto Limón, capital da província de Limón, é o principal porto do país no lado caribenho e está a 165 quilômetros da capital. Comparada a costa do Pacífico, a cidade ainda é pouco explorada pelos turistas. É, da mesma forma que a província em geral, o lar da maioria dos habitantes de descendência africana da Costa Rica. Originários da Jamaica, estes habitantes foram trazidos para a região no final do século XIX para construir a estrada de ferro que liga as cidades da San José a Limón.

Com pouco mais de 65 mil habitantes a cidade tem o registro da passagem de Cristovão Colombo. Um monumento erguido em 1852 na praça central em homenagem ao 450º aniversário da passagem do descobridor naquele ponto em 1502, durante sua quarta viagem ao Novo Mundo.

        Artistas locais pintam quadros a óleo e vendem suas obras ao som da salsa que ecoa dos automóveis e lojas comerciais. Seus mercados coloridos ao ar livre oferecem oportunidade para comprar artesanato e lembranças. Limón é ponto de atracação de navios de cruzeiro pelo Caribe.

Cahuita e Puerto Viejo permitem ao visitante experimentar o lado mais exótico da Costa Rica. Em suas ruas estão uma mistura de latinos, afro-caribenhos e culturas indígenas. O estilo rastafári está presente nos locais e estrangeiros que escolheram aquele local para viver. É um caldeirão étnico. Suas praias são ponto de concentração de surfistas e área para mergulho com snorkel entre os muitos recifes nas águas azuis do Caribe. Uma boa dica é visitar, também, as praias de Cocles, Chiquita e Punta Uva com a imagem de uma gigantesca balsa encalhada há 40 anos. Cartão postal do local.

Ali próximo está, também, o parque de vida silvestre de Manzanillo, onde os turistas têm a oportunidade de observar a vida selvagem da região. A melhor época para visitar esta região é em fevereiro, março e abril ou agosto, setembro e outubro.

Tortuguero

Inicie um dos dias da viagem navegando pelas curvas do rio La Suerte a caminho do Parque Nacional Tortuguero. Depois de uma jornada de ônibus seguem-se uma hora e meia de barco até o Mawanmba Lodge Tortuguero Canals, um dos melhores locais de hospedagem da região.  Apesar da localização remota é o terceiro mais visitado parque na Costa Rica.

O parque tem grande variedade biológica. Dentro da reserva estão onze habitats naturais que incluem florestas tropicais, mangues, pântanos, praias e lagoas. Forma um corredor de preservação que inclui, ainda, a Reserva Biológica Índio Maiz, já em território nicaraguense.

O Parque Nacional Tortuguero tem mais de 20 quilômetros de litoral e tem áreas restritas para desova de tartarugas marinhas (dai o nome do parque) que podem ser observadas em passeios noturnos. Neste habitat, biólogos desenvolvem no local um programa de marcação de tartarugas patrocinado pelas entidadesCaribean Conservation Corporation e o Sea Turtlo Conservancy.

O parque desenvolve projetos envolvendo a população da aldeia vizinha de Tortuguero para ajudar seus habitantes entender que a preservação de seus recursos naturais é a chave para estimular o turismo ecológico. Um dos programas turísticos é o safári fotográfico nos canais do rio a bordo de embarcação.

As cidades voltadas para o Caribe Costa Riquenho são multiculturais. Há uma forte influência africana com o tempero melodioso do ritmo caribenho nas artes. Já as praias do Pacífico são destinadas aos surfistas.

Arenal

O país é pontilhado de vulcões o que o destaca na rota do turismo de aventura. Do total, sete são considerados em atividade. Um dos mais conhecidos é oArenal, situado na província de Alajuela, com 1670 metros de altitude. Era considerado extinto até que em 29 de julho de 1968, entrou em erupção depois de 400 anos de inatividade. Desde então, emite de forma constante gases e vapores de água, com algumas explosões com emissão de materiais piroclásticos (fragmentos de rocha sólida expelidos para o ar).

As belezas naturais tornaram a região destino turístico com infraestrutura hoteleira de fazer inveja. Ao sopé da montanha está a cidade de La Fortuna. Quando o vulcão entrou em erupção nos idos de 1968, ocorreu o soterramento de três aldeias: Tabacon, Pueblo Nuevo e San Luis, com várias vítimas. Em decorrência desta catástrofe La Fortuna surge como cidade central na área do vulcão.

De carro, partindo de San Jose, leva-se cerca de três horas até o local. Dentro de La Fortuna há muitos hotéis para escolher, a maioria dos quais são convenientemente localizado perto de restaurantes, cafés de internet e do centro da cidade. Os hotéis que estão fora dos limites da cidade são mais caros, mas oferecem excelentes vistas do vulcão e mais conforto do que as mais próximas do centro da cidade. La Fortuna tem uma série de bons restaurantes e bares, bem como bancos, supermercados, farmácias, lojas de presentes e muito mais. Visite o Parque Nacional Arenal. Vale a pena.

A região oferece ainda uma infinidade de termas com piscinas de água em várias temperaturas. Uma delas é a EcoTermales Fortuna, construída em meio da floresta com fontes vulcânicas naturais de água termal, com seis áreas com diferentes temperaturas variando de 37 a 41 graus Celsius e uma cachoeira de água doce. O local tem infraestrutura de restaurante e bar.L

Ao contrário do que possa parecer a uma hospedagem na selva, os hotéis são luxuosos, equipados e não deixam nada a dever para os das grandes redes hoteleiras. Conforto é primordial.

Zarcero

A cerca de 50 quilômetros da capital está Zarcero, cidade localizada na Cordilheira Central e capital da província de Alajuela. O visitante vai se encantar com o Parque Francisco Alvarado, localizado em frente à igreja de São Rafael, construída em 1895. Os materiais utilizados na construção do templo não são o que parecem. As colunas são pintadas para parecer mármore e no exterior há um tapume de metal e não tijolos como parece.

Já o parque é conhecido por sua topiaria (arte de recorte de árvore e arbustos com formas definidas), jardim produzido e mantido por Evangelisto Blanco desde os anos 1960 e, hoje, cartão postal. Os arbustos estão cortados nas formas de vários animais, e alguns abstratos. Vale conferir.

Os turistas vão encontrar muitas outras coisas interessantes nesta área estreita da América Central, com divisas com Panamá e a Nicarágua e banhada pelos oceanos Pacífico e Atlântico. É preciso conferir.

As praias são tranqüilas e ideais para quem busca paz e reequilíbrio das forças físicas, emocionais e espirituais.

Onde hospedar

Hotel TrypSabana

Av. 3, calles 38 y 40 – San Jose

http://www.tryphotels.com/en/hotel-tryp-san-jose-sabana-costa-rica.html

Grand Hotel Costa Rica

http://granhotelcostarica.com

TirimbinaLodge Hotel

Reserva Biológica Tirimbina

Sarapiqui – La Virgen

http://www.tirimbina.org/acommodations.html

Hotel El Bambú

Puerto Viejo -Sarapiqui

www.elbambu.com

Shawandha Lodge Hotel

Puerto Viejo – Limón

www.shawandhalodge.com

Le Cameleon Boutique Hotel

Cocles Beach, Puerto Viejo

www.elbambu.com

MawambaLodge

TortugueroCanals, Limón

www.grupomawamba.com

Hotel Royal Corin

La Fortuna – Arenal

www.royalcorin.com

Um banho de borboletas silvestres recebem os turistas na selva, nos jardins e na beira dos rios

É bom saber

– A Costa Rica é um dos países democráticos mais consolidados das Américas e o único da América Latina incluso na lista das 22 democracias mais antigas do mundo.

– O país aboliu o exército em 1º de dezembro de 1948, fato perpetuado na Constituição de 1949.

– A moeda é o colón (CRC).

– Para deixar o país o turista é obrigado a recolher 29 dólares em ‘imposto de saída’,efetuado no próprio aeroporto.

– O então presidente Oscar Arias Sanches, eleito em 1986, teve papel de destaque na mediação das guerras civis na Nicarágua e em El Salvador. Por seu esforço foi-lhe concedido o Prêmio Nobel da Paz em 1987. – O futebol é o esporte mais popular. Em 2014, a seleção costarriquenha foi a maior surpresa da Copa do Mundo do Brasil classificando-se em primeiro lugar no grupo D, considerado o mais forte do Mundial. Terminou sua participação de forma invicta, sendo eliminada nas quartas de finais pela Holanda, na disputa de pênaltis.

Leia Também
Comente com o Facebook
Deixe seu Comentário