Paulo Henrique Escrivano
Paulo Henrique Escrivano

Barcelona: cidade camaleônica

02 de janeiro de 2019
Eu CompartilhoLugares Pela Europa

Por Paulo Henrique Silva Escrivano

A segunda maior cidade da Espanha é camaleônica e muito amável. Com toda a certeza é a cidade europeia que retém meu coração e me remete a lembranças únicas. A cidade de Barcelona se reinventa a cada esquina, a cada bairro, a cada ponto de vista em grandes avenidas, centros comerciais, indústrias e universidades. Tem também natureza, montanhas, parques e praias. Cultura? E como! Museus, galerias, obras de arte, design estão por toda a parte, sem deixar de lado a vida noturna com as inúmeras opções de boates e bares. E se o seu lance é esporte, especificamente o futebol, bom, a casa do time mais cobiçado do mundo é aqui. Não importa quanto tempo você fique, a sensação será de que “poderia ter ficado mais”.

Das grandes capitais da Europa (não me enganei, não; Barcelona é a capital da Catalunha), esta é a mais divertida de visitar. Não há nenhuma atividade dita obrigatória que cheire a chatice; se quiser, você pode passar a temporada inteira sem enfrentar nenhuma fila (e sem ficar com peso na consciência). Quase tudo é para ser feito ao ar livre: passear pelos bairros medievais (o alternativo Raval, o popular Bairro Gótico, o sofisticado Born), ver as fachadas modernistas (de Gaudí e seus contemporâneos) no Eixample, subir ao Parque Güell e a Montjuïc.

 

Com 1 milhão e meio de habitantes, a cidade de Barcelona desempenha um papel importante no cenário europeu. A cidade cultiva a tradição de polo cultural, favorecida historicamente pelo porto, que sempre funcionou como uma importante ligação entre a Península Ibérica, a Europa e o resto do mundo. Viaje em uma máquina do tempo ao adentrar na grandiosa e simbólica obra de Antoni Gaudí “A Sagrada família”. Iniciado em 1883, está igreja já está em construção faz 135 anos e a data para finalização é em 2026. Viva o passado, presente e futuro em um mesmo lugar.

Não deixe de conhecer o Parc de Montjuïc , o “pulmão verde” da cidade, localizado numa região montanhosa agradabilíssima. Sinta a adrenalina de fazer uma viagem aérea no Aeri del Port , o teleférico da cidade, que possibilita uma visão completa da cidade e principalmente do porto de cruzeiros.

Para os apreciadores das grandes construções antigas vá até o Parc de la Ciutadella que durante muitos anos foi o único parque público de Barcelona. Construído sobre os terrenos da antiga fortaleza da cidade para a Exposição Universal de 1888.

Quer entrar em um Jardim mágico, cheio de encantos com uma beleza exótica e curiosa? Reserve um dia para passear no Parque Guell. Popular por ser o oásis da burguesia de época. Apenas caminhar dentro do parque se torna algo mágico e peculiar que sempre surpreende seus visitantes. Palácios, casas, praças, mercados, Gaudí conseguiu fazer tudo isso de maneira incrível mudando a maneira de se fazer arquitetura em Barcelona. A grande praça oval de Gaudí, que deveria servir como teatro a céu aberto na época da construção, se espelha nos teatros gregos, a área é imensa e os bancos coloridos nas margens da praça são os mais disputados de todo o parque.

Já para quem busca miscigenação cultural a A Las Ramblas tem uma variedade enorme de restaurantes de todos os tipos, com a opção de sentar dentro ou nas mesas que ficam no meio da rua. Além de ser uma rua bem turística e típica de Barcelona, é um ótimo local para você experimentar a culinária típica e ainda ficar observando o movimento e vida dos moradores da cidade.

Não deixe de dar um pulo no Mercat de la Boqueria, o mercadão de Barcelona, e sentir seus diferentes aromas e gostos. As bancas enchem os olhos dos turistas e nelas é possível achar vários produtos que vão desde frutas e delícias típicas a produtos de todas as partes do mundo, inclusive alguns do Brasil. Para os amantes de shopping não percam a oportunidade de ir a Él Corte Inglés e ter uma experiencia completa de compras em diversos segmentos. Com 9 andares e uma vista panorâmica de tirar o folego, este estabelecimento está dente os meus preferidos para um almoço, café da tarde ou até compras despretensiosas durante o dia.

Quem procura agito na cidade de Barcelona não vai passar vontade. Depois de jantar (para os nativos, nunca antes das 22h), la fiesta! Algumas das principais baladas da cidade não cobram entrada até as três da manhã.

Para quem busca um roteiro mais tranquilo e alternativo, tem a opção dos coffe shops, segundo o jornal El País em 2014, existem 165,000 sócios de clubes de maconha em Barcelona e na Catalunha. A região tem 7.5 milhões de pessoas, ou seja, 2% da população está inscrita em um clube desses.

Sofás confortáveis espalhados em um ambiente à meia-luz, um jazz suave tocando ao fundo. Em uma mesa, um grupo conversa sobre um assunto qualquer. Em outra, um jovem profissional responde e-mails do seu laptop. Esse poderia ser o cenário de mais um café hipster com wifi e menu natureba, mas estamos falando de um clube para consumo legal de maconha em Barcelona. Para você que curte os efeitos da Cannabis ou está procurando apenas uma atmosfera tranquila e livre de preconceitos vale apena conferir.

Com diferentes níveis de sofisticação, os clubes variam de lugares onde os associados podem relaxar ao som de boas músicas, participar de atividades culturais ou mesmo trabalhar remotamente do local. Por fim, não deixe de ir ao Camp Nou, o estádio do Barcelona Futebol Clube.

 

Não importa se você não está nem aí pro Messi, nunca ouviu falar em Iniesta, prefere o Neymar e acha que o Cristiano Ronaldo é jogador do Barça! Tudo bem. Até mesmo os menos fanáticos vão adorar a experiência de conhecer o estádio mais famoso do mundo. As visitadas guiadas custam em média 23 euros por cabeça e os ingressos dos jogos, bom, dependendo do jogo, o céu é o limite!

Barcelona é sem dúvida aquela cidade cosmopolita que você vai ficar um mês com uma vontade de ficar um ano. É a capital do modernismo espanhol. Lugar de um homem que revolucionou a forma de se “fazer” arquitetura.

Arrume sua mala, planeje suas férias, faça um intercâmbio, mude de país, vá para Barcelona, uma mistura louca de Espanha com o resto do mundo!

 

 

Leia Também
Comente com o Facebook
Deixe seu Comentário