LPM
LPM

Atividades ao ar livre na Dinamarca

20 de junho de 2018
Eu GostoLugares Pela Europa

A Dinamarca chama atenção por sua vasta e rica cultura, arquitetura e história. Mas não para por aí, sua natureza exuberante também merece destaque. Confira quatro lugares e atividades para conhecer a natureza dinamarquesa.   

Sol Negro

Crédito: ArseneLupin / VisualHunt CC BY-NC-ND

Em Tøndermarsken no Parque Nacional Wadden Sea, na Jutlândia do Sul, você pode assistir ao inacreditável fenômeno natural conhecido como Sol Negro, que ocorre na primavera e no outono, quando milhares de pássaros estorninhos se juntam antes do entardecer, fazendo desenhos negros surpreendentes no céu.

Esta visão incrível atrai milhares de espectadores a cada estação e vale muito a pena viajar até o parque para dar uma espiada. Tire uns dias de folga e passeie pelos pântanos planos para mergulhar de verdade no Sol Negro. Apesar de Tøndermarsken ser o melhor lugar para apreciar esse fenômeno é possível vê-lo na região de Ribe, Tipperne em Ringkøbing Fjord e na ilha Rømø.

 Mountain bike

Crédito: Visit Denmark

Em Jammerbugten, na baía dinamarquesa, você encontra muitas oportunidades para explorar a natureza. Para quem é fã de esportes uma ótima maneira de curtir a natureza enquanto se exercita é pedalando. Em Slettestrand / Svinkløv, está localizado uma das melhores pistas de mountain bike do país. A trilha é de 20 km, e possui diferentes níveis de dificuldade. Porém se você é novo no esporte, não se preocupe, a trilha pode ser feita tanto por experientes como por novatos.

A trilha te leva para dentro da floresta, passando por vários pontos de observação, e claro, paisagens maravilhosas. Se você quiser saber de mais opções para pedalar, clique aqui e veja outras  rotas e mapas de ciclismo que foram listadas.

 

Visitar uma caverna

Crédito: Visit Denmark

Se você é corajoso o suficiente para entrar debaixo da terra, a Dinamarca tem uma rede incrível de minas e cavernas naturais abandonadas abertas ao público. Em muitas delas, você terá que compartilhar a escuridão sinistra com grupos de morcegos, que às vezes chegam a dezenas de milhares!

A Jutlândia tem três minas bem conhecidas – a  Pedreira de Calcária de Mønsted, as Minas de Calcária de Daugbjerg Limestone e as Minas de Calcária de Thingbæk. Todas as três são abertas à visitação pública com museus e aventuras subterrâneas. Juntas, elas formam centenas de quilômetros de um mundo subterrâneo a serem explorados, você vai sentir de verdade como era a vida dos mineiros que costumavam trabalhar debaixo da terra.

A ilha de Bornholm é cheia de cavernas abertas conhecidas como Ovens. Algumas são acessíveis apenas de barco, e outras a pé. Você pode descobrir mais sobre como essas formações dramáticas foram criadas no Centro Naturbornholm, em Aakirkeby.

Observar focas e botos

Crédito: Visit Denmark

Há muitas colônias de focas nas rochas e pequenas ilhas ao redor da costa da Dinamarca, algumas podem ser visitadas de barco. Você pode ver focas e golfinhos surgindo em toda a área costeira dinamarquesa. O tipo mais comum de foca na Dinamarca é a foca pintada, mas se você estiver com sorte poderá ver uma espécie muito mais rara: a foca cinzenta.

As focas são inquisitivas, mas são animais tímidos. Às vezes o acesso às colônias de focas é restrito, como na Reserva de Rødsand, na ilha Falster, o local mais importante de acasalamento de focas pintadas em todo o mar Báltico. A área fica fechada para visitação durante a estação de acasalamento, de março até o final de setembro.

A Dinamarca tem viveiros de focas em Esbjerg, Hirtshals, Kerteminde e Grenaa, nesses locais você pode ver bem de pertinho essas criaturas elegantes e subaquáticas.

Os botos são pequenas baleias com barbatanas dorsais diferentes. Em geral, você consegue localizá-las nas águas do Great e Little Belts, no Skagerrak, no Kattegat e no mar do Norte. Na ilha de Rømø, você pode fazer um safári de focas e botos.

Para conhecer mais sobre o destino, acesse o site.

 

 

 

 

Leia Também
Comente com o Facebook
Deixe seu Comentário